Dois por dia

Passado o inferno de agonia
vem aos poucos
dois por dia
uns lampejos de alegria

Agora fora eu percebo
como aquilo me comia

Sei de mim
qu’esses lampejos
não agradam
os mês inteiros

Mas quando passa
o pesadelo
Vai por mim,
leia direito

Se é perfeito
pouco importa
Até na bosta
a gente encosta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s