manda rezende

Foi você o amor vindo das águas escorridas do céu de hoje madrugada
em que consegui pouco tapar os olhos
pouco ainda do que naquela foto relembrada por ti em que eu os tapava com jasmim
Cheirando botão amarelo a solidão contigo partilhada
dividindo a última escassa garfada
do feijão de barro mais desejado do nordeste que já era o país inteiro há três noites
Ou será minas gerais?
Hoje como você disse foi dia seu
quando o tempo virava e explodia na minha cara a espumosa que vinha esbarrando a outra que ja partia atrás
Na hora em que as cigarras calam
eu nadando com siris e raios.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s