fado empena

Um largo inteiro e largo de lajotas paralelepípedas enfiadas muito próximas; menos uma, subtraída onde se via quadrinho de terra, onde se via bater miúdas pernas; e era pena de ser tão pouco e era pena por todo o corpo e era pena por ser tão porco e o povo todo odiar – fosse isso diferente sendo comível como suíno mas pena; era pombo era nojo e era fardo, era burrice rica da colônia do fado; era comida que a fome temia pôr no prato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s