serao meu

À espera de filhos
que nunca me esperaram
Dormi ânsia acordei nervos

pesei medos
o porvir considerado
pesei lamento por não vir
peso de fato

Fui mãe deles que quase nunca
tinham pais e que nunca mesmo
foram crias

Senão de minha cabeça
senão da pátria que me contrai
Senão de mim
Serão da terra mãe servil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s