A A A A A A A

orei um bicho farpa
abrigado em deus supremo
dentro de braço um fiapo
fissurando o sumo sênil

quem pontua os is diz
tema
a sopa nova de letras a tecla troca
aumenta o grave, aumenta o fato,
o caldo,
e vira dado

come a criança derradeira seu
fonema
não a frase comida nem algo
de tempo meu
o tempo seta é agora três é MEI

e nesse mei tempo nasce rei
de bico farto
um pássaro Suindara
teclado rasga-mortalha

sem coroa nem ouro
A A A A A A A
tem sete máquinas

gargalha a morte a gralha
grelo-ave
móvel-mundo
pássaro Suindara não faz vôo absoluto

orei um bicho farpa de aprender
montar palavra
debatendo o deus supremo voei
em ciclo corte óptico

ótimo rei ciclóptico
gritou miado à minha mão
meio farpada farpada farpada

Anúncios

Um comentário sobre “A A A A A A A

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s