Majestosa

Amada, acalma-te
Não poderás fazer análise.

política

por seres muito você,
não vês?
não fala tua boca
sobre escolha
tampouco o falso
arbítrio
não fala tua palavra
da vontade
então cala-te

antológico que lindo fica
quadril teu em cama minha
a ti, filó
sou fio que tece
teu remendo espetáculo

Uma coisa não aprendo
que tu fazes maestria
não impede a elegia
tua mão
virar café

Anúncios